Apoio ao Cooperativismo

« Voltar Postado em 19 de Setembro de 2017
Apoio ao Cooperativismo

A Prefeitura de Jaramataia estimula e incentiva, no município, novas formas de geração de trabalho, emprego e renda. Durante o evento que abordou o fortalecimento do cooperativismo, associativismo e empreendedorismo a membros das associações e produtores rurais. 
Jefferson Torres Barreto ressaltou a necessidade de se lançar um olhar diferenciado sobre a geração de renda, neste momento. “O governo municipal acredita no povo de Jaramataia, para isso deveremos unir todos os produtores rurais e os transformar em uma unidade produtiva. Para isso a união é imprescindível na criação de novas oportunidades e possibilidades econômicas”, disse Jefferson Torres Barreto.

Cooperativas no agronegócio brasileiro: auxiliando o produtor no seu dia a dia
Desde a descoberta da agricultura, o homem vê a necessidade de trabalhar em grupo desenvolvendo vários arranjos organizacionais que visam facilitar a ação coletiva. Dentre esses arranjos, as cooperativas de produtores agropecuários são responsáveis por desempenhar um importante papel econômico e social no agronegócio. Uma cooperativa agrícola nasce da associação voluntária de produtores rurais com os mesmos interesses e que buscam vantagens comuns em suas atividades.

Vantagens obtidas pelo produtor ao se associar às cooperativas
Ao se associar a uma cooperativa, o produtor terá diversas vantagens e benefícios que possivelmente farão sua atividade alavancar em produtividade, garantindo uma economia mais forte e sociedade mais unida. Entre as principais vantagens, temos:

Assessoria técnica: além da experiência comercial, as cooperativas agrícolas mantêm uma equipe de técnicos, veterinários e agrônomos, que dão suporte regularmente aos produtores, garantindo produções melhores, o que é interesse para o cooperado e para a cooperativa. Essa assessoria técnica é ainda mais valiosa para aqueles produtores que estão iniciando uma nova atividade produtiva.
Prestação de serviços: cooperativas bem estruturadas também prestam diversos serviços para o produtor, como o beneficiamento de café, pasteurização de leite, embalagem de produtos, etc. Além disso, a cooperativa será um lugar de referência, utilizado para contratação de mão de obra, fonte de informações e auxílio técnico, comercialização da produção e, ainda, onde se compram materiais e produtos agropecuários, pois a maioria das cooperativas dispõe de lojas próprias para atender não só os cooperados, mas também toda a comunidade local.

Garantias trabalhistas: por serem devidamente registradas, as cooperativas trazem garantias para trabalhadores e proprietários rurais, com benefícios claros para ambos, conferindo ao trabalhador remuneração condizente com a realidade do mercado de trabalho, associada a benefícios, como pagamento de INSS, dias parados, décimo-terceiro salário, assistência médica e educacional.

Cooperativismo: as cooperativas priorizam sempre o cooperativismo entre os produtores rurais e essa troca de experiências entre os associados é essencial. Por exemplo: um produtor de milho ou de cana de açúcar pode sugerir uma parceria para um criador de gado, avicultor e suinocultor da mesma cooperativa, fornecendo assim a sua produção de maneira direta, excluindo intermediadores.

Além disso, com o apoio da cooperativa o produtor terá a possibilidade de obter linhas de crédito, financiamentos mais interessantes e seguros agrícolas muito mais vantajosos quando comparados com produtores que atuam de forma solitária.